Samba enredo Portela 2014 – Letra e Vídeo

Cristiano Meireles 8 de janeiro de 2014 0

“Um rio de mar a mar: do Valongo à Glória de São Sebastião”

Autores: Toninho Nascimento – Luiz Carlos Máximo – Waguinho – Edson Alves e J. Amaral

Intérprete: Wantuir

O canto do cais do Valongo ôooooo
Que veio de Angola, Benin e do Congo
Tem semba, capoeira e oração
O Rio sai da roda de jongo e vai desaguar
Na Glória de São Sebastião

Oi bota abaixo, sinhô
Oi bota abaixo, sinhá
Lá vem o Rio
De terno de linho e chapéu panamá

A correnteza
De um Rio Branco é que traz
A arte do canto e a dança,
Todos os sons musicais
O teatro da vida não sai de cartaz
A ilusão é uma atriz
Se exibindo na praça linda e feliz

Eu vou
Da Revolta da Chibata
Ao sonho que faz passeata
Seguindo a canção triunfal

Nesse Rio que vem e que vai
Traço o meu destino
E viro menino pra brincar de carnaval

Sou carioca, meu jeito é de quem
Vem com sorriso do samba que a gente tem
Meu peito é um porto aberto
Pra te receber, meu bem

Vou de mar a mar, mareia
Vou de mar a mar, mareia, mareou
Iluminai o tambor do meu terreiro
Ó santo padroeiro
O axé da Portela chegou

Content not available.
Please allow cookies by clicking Accept on the banner



Comments

comments

Leave A Response »

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close