Samba enredo Portela 2014 – Letra e Vídeo

Cristiano Meireles 8 de janeiro de 2014 0


“Um rio de mar a mar: do Valongo à Glória de São Sebastião”

Autores: Toninho Nascimento – Luiz Carlos Máximo – Waguinho – Edson Alves e J. Amaral

Intérprete: Wantuir

O canto do cais do Valongo ôooooo
Que veio de Angola, Benin e do Congo
Tem semba, capoeira e oração
O Rio sai da roda de jongo e vai desaguar
Na Glória de São Sebastião

Oi bota abaixo, sinhô
Oi bota abaixo, sinhá
Lá vem o Rio
De terno de linho e chapéu panamá

A correnteza
De um Rio Branco é que traz
A arte do canto e a dança,
Todos os sons musicais
O teatro da vida não sai de cartaz
A ilusão é uma atriz
Se exibindo na praça linda e feliz




Eu vou
Da Revolta da Chibata
Ao sonho que faz passeata
Seguindo a canção triunfal

Nesse Rio que vem e que vai
Traço o meu destino
E viro menino pra brincar de carnaval

Sou carioca, meu jeito é de quem
Vem com sorriso do samba que a gente tem
Meu peito é um porto aberto
Pra te receber, meu bem

Vou de mar a mar, mareia
Vou de mar a mar, mareia, mareou
Iluminai o tambor do meu terreiro
Ó santo padroeiro
O axé da Portela chegou

Leave A Response »