O fim da MTV Brasil: Abril coloca canal à venda

admin 17 de agosto de 2012 0


Clipes musicais, oba-oba e programas para se encontrar o par “perfeito”. Assim se resume a atual programação da MTV Brasil, emissora muito vista pelos jovens da década de 1990. Isso mesmo vista! Atualmente a realidade da MTV é bem diferente, tanto que o grupo Abril, responsável pelo canal, pode fechar a emissora.

A justificativa para tal decisão é que a emissora não vem alcançando os resultados esperados e, mesmo com os recentes cortes de programas, demissões de funcionários e cortes de gastos, a situação não melhorou.

A principal negociação, que começou há cerca de dois meses,  é a da rede nacional da emissora e até a devolução da marca “MTV Brasil” para a sua dona original, a americana Viacom.

Na corrida pela compra do canal os religiosos saíram perdendo, já que um grupo de investidores internacionais parece ter feito uma proposta melhor. Além do sinal de TV por todo o país, está incluso nas negociações de venda, o prédio onde a MTV está sediada, na zona oeste de São Paulo.

Se a venda de fato for concluída, o grupo Abril poderá renegociar a marca “MTV Brasil” – já que tem o direito de uso até 2018 – e utilizá-la em um  de seus canais de TV paga. Caso isso realmente aconteça, toda a programação da atual MTV será extinta.

Responsável pela criação de uma linguagem diferente e inovadora na TV brasileira, a MTV Brasil, no ar desde 20 de outubro de 1990, tem mais de 30 afiliadas, nas frequências VHF e UHF, nas principais regiões do país.

Atualmente a emissora conta com 22 programas, entre noticiários esportivos, de exibição de clipes, jornal sobre o mundo da música, encontro de casais dentre outros. Desde 2008, a emissora deixou de fazer parte da grade das principais TVs por assinatura do Brasil.

Programação de sucesso

Na década de 1990 a MTV Brasil estourou por conseguir “falar a mesma língua dos jovens”. Com programas que tinham como objetivo a interação com telespectador, a emissora conseguia isso. Cazé Peçanha, por exemplo, era um carismático apresentador do programa Teleguiado, que ligava para a casa das pessoas para que elas pedissem seu videoclipe preferido. Por sua vez, caso o videoclipe não pudesse ser exibido naquele momento, um sonoro “Na Cara” era dito pelo VJ, e a ligação da pessoa era interrompida.

Quando Fernanda Lima era da MTV comandava o “Fica Comigo”, em que um participante poderia conhecer sua alma gêmea, optando por ser o “querido” (a) da semana. O programa, em algumas semanas, gerava polêmica, principalmente por promover o encontro de casais homossexuais.

Sarcástico e “sem papas na língua”, João Gordo comandava o Gordo Pop Show, um programa de exibição de videoclipes de todos os estilos, para a ira do apresentador, que divertia o público com seus comentários grosseiros.

O Disk MTV era um  dos programas mais tradicionais da emissora, teve sua estreia no ano de 1990 e era comandado, entre muitos, por Astrid Fontenelle, Sabrina Parlatore e Sarah Oliveira.




Leave A Response »