Toda mulher, com o passar dos anos, atingirá a menopausa. O período menopausa nada
mais é que o período fisiológico após a última menstruação espontânea da mulher.
Com a idade mais avançada, o organismo “entende” que aquela mulher não está mais
propícia a procriar, ou seja, não está mais apta para reprodução. Nesse espaço de tempo
estão sendo encerrados os ciclos menstruais e ovulatórios.

Assim, ela entra no estado de menopausa onde ocorre variadas mudanças no corpo. O
organismo deixa de produzir os hormônios estrogênio e progesterona de forma lenta e
gradativa.

A menopausa é mais um estágio na vida da mulher. Porém, nesse período ocorrem
transformações no organismo feminino que aumentam a possibilidade de aparecimento
e agravamento de doenças. Por isso, ela tem que ser observada por um profissional.

Período climatério

Antes da menopausa, existe o período de transição em que a mulher passa da fase
reprodutiva para a fase de pré-menopausa, chamado climatério.

Já é no período do climatério que há uma diminuição das funções ovarianas. Os ciclos
menstruais se tornem irregulares, até cessarem por completo.

Não há uma idade exata para a menopausa: ela varia de mulher para mulher.
Normalmente, procede entre os 45 e 55 anos. O climatério tem início por volta dos 40
anos e se estende até os 65 anos.

É nesse período que se inicia os desconfortos físicos como calores, inchaço, sudorese,
dificuldades para dormir e depressão. Isso faz com que o climatério seja cercado de
cuidados médicos para evitar problemas hormonais futuros.

Contudo, os desconfortos existem, porém adquirindo uma vida saudável e com ajuda de
profissionais médicos da área, a mulher pode viver essa fase tranquilamente, sem
nenhuma incomodo, desanimo ou inquietações.

Tratamentos e cuidados

Existem tratamentos e cuidados que deixam a mulher mais confortável e segura quando
atinge esse período.

O tratamento é variado de acordo com o a descrição de cada paciente. É necessário,
primeiramente, analisar as condições físicas, para então escolher o tratamento adequado
para cada mulher.

Medicamentos hormonais

O uso de medicamentos hormonais é realizado por meio de comprimidos, adesivos ou
géis que repõem o hormônio. Os comprimidos são os medicamentos mais
recomendáveis para consumo diário, uma vez que contêm progesterona e hormônio
esteroide feminino para proteger o útero.

No entanto, é imprescindível que o tratamento seja feito sob orientação médica.
Mulheres que possuem câncer de mama ou de endométrio, lúpus ou até mesmo
episódios de infarto ou AVC, não são indicadas para esse tipo de tratamento devido aos
bloqueios que a doença pode criar.

Terapia de reposição hormonal

É um tratamento mais eficaz onde retorna para organismo os hormônios estrogênio e
progesterona, de modo a amenizar e diminuir os sintomas da menopausa.

Essa terapia é capaz de diminuir a intensidade dos sintomas da menopausa como as
ondas de calor, irritabilidade, osteoporose, doenças cardiovasculares, secura vaginal e a
instabilidade emocional.

Tratamento natural

O uso de remédios naturas podem ser considerado um bom tratamento natural da
menopausa.

Estes remédios caseiros não substituem a reposição hormonal indicada pelo médico,
entretanto, podem contribuir para a diminuição dos sintomas.

Obviamente, remédios naturais também devem ser receitados pelo médico. Alguns deles
são: tinturas de amora, suco de maracujá com lecitina, óleo essencial de sálvia,
Ginseng, entre outros.

O tratamento natural é uma boa forma de encontrar o bem-estar na menopausa, porém
são contraindicados para quem toma os medicamentos hormonais receitados pelo
médico.

Viver bem na menopausa

Mesmo que na menopausa, as mulheres adquirem vários sintomas desconfortáveis. A
diminuição do hormônio estrogênio juntamente com a maturidade de cada uma, podem
alcançar o autocontrole, clareza de pensamentos e determinação.

Normalmente, nessa fase, os filhos já estão crescidos, com isso, a mulher tem a
liberdade de cuidar mais de si.

Existem estudos que mostram que mulheres na menopausa sentem mais facilidade em
lidar com o crescimento pessoal e de praticar atividades de sua vontade.

Sobra mais tempo para se cuidarem; para fazer compras de roupas; perfumes; entre
outros utensílios para sua beleza.

Mulher vivendo bem na menopausaA mulher na menopausa também dispõe
de atividade sexual livre de riscos de
gravidez.

Vivenciam o sexo mais libertador e
prazeroso, além do alívio por não terem
mais que lidar com a menstruação.

Existem atividades que também ajudam no
bem-estar da mulher na menopausa.
Começar a praticar exercícios físicos podem ajudar a precaver o bem-estar e prevenir diversas doenças.

Com a idade mais avançada, o metabolismo diminui, tornando mais difícil perder quilos
e absorver nutrientes. Por isso, é recomendado alcançar os cuidados desde o início do
climatério.

Assim, a mulher que começa a praticar atividades físicas, adquire uma vida mais
saudável, além de fortalecer músculos e ossos que reduz o risco de fraturas. Compre um
bom par de tênis, roupas de academia, e encare os exercícios!

Dormir na média de 6 a 8 horas por dia e exercitar o cérebro com um bom livro, ajuda
nas atividades mentais, diminuindo o riscos como o cansaço e perda de memorias.

Fazer check-up anuais, recomendado pelo médico, ajudam a controlar uma vida
saudável para as mulheres com menopausa.

Por fim, mulheres na menopausa que cuidam de seu corpo e sua mente aspiram melhor
sua vida, sua casa, e tudo que há ao redor.

Todos esses motivos, para muitas, estão associados ao seu próprio bem-estar. Fazer a
junção do tratamento hormonal com atividades que favorecem cada uma dessas
mulheres, facilita na boa vivencia na fase conhecida culturalmente como o pior período
da vida de uma mulher.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.