Copa do Mundo de 2014 já tem uma mascote, o Tatu-bola

admin 18 de setembro de 2012 0


O  Tatu-bola, para os brasileiros, é só mais um animal nativo da fauna nacional. Mas, desde o último domingo, este simpático bichinho ganhou um significado muito maior. Ele será o mascote da Copa 2014. Agora, ele precisa ganhar um nome, que será escolhido pelos torcedores em votação via internet, no site oficial da Fifa (http://mascot.fifa.com/). Amijubi, Fuleco e Zuzeco são as três opções. O resultado será divulgado em novembro.

“É importante destacar que o tatu-bola é uma espécie vulnerável. Com esta mascote, vamos poder realizar um dos principais objetivos da Copa do Mundo da FIFA 2014, que é comunicar a importância do meio ambiente e da ecologia. Temos certeza de que ela será amada não apenas no Brasil, mas no mundo todo”, disse o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke.

O mascote foi escolhido pela Fifa e pelo Comitê Organizador Local (COL) entre 47 propostas apresentadas por seis agências de publicidade brasileiras. O animal, que se enrola como uma bola para fugir de seus predadores, foi considerado ideal para atingir o público-alvo, as crianças entre cinco e 12 anos.

Mais quem vai escolher os nomes são os adultos, por meio de votação aberta no site da Fifa, até novembro.  As três opções, definidas por um comitê composto por Bebeto, Arlindo Cruz, Thalita Rebouças, Roberto Duailibi e Fernanda Santos, são Amijubi — é a união das palavras “amizade” e “júbilo”, duas características marcantes da personalidade do mascote e que refletem a maneira de ser dos brasileiros;  Fuleco – é a mistura das palavras “futebol” e “ecologia”, dois componentes fundamentais da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014  e Zuzec, formado dos elementos principais de “azul” e “ecologia”.

Mesmo ainda sem ter nome, a mascote já tem sua agenda de compromissos oficiais: na semana passada ele esteve em Recife e São Paulo, além de aparições na internet. O bichinho também tem a sua própria canção: Tatu Bom de Bola, cantada pelo sambista Arlindo Cruz.

O Tatu-bola foi apresentado aos brasileiros na noite desse domingo, no programa Fantástico, da Rede Globo, pelo embaixador do evento, ex-jogador Ronaldo, membro do Conselho de Administração do COL.

Os mascotes                

A mascote oficial do Brasil é a mais recente de uma longa linha de personagens que entraram para a história da competição. A primeira Copa do Mundo com uma mascote oficial foi a de 1966, na Inglaterra. No último Mundial, na África do Sul-2010, Zakumi foi o nome escolhido para o guepardo que simbolizava a competição.

Os mascote são uma forte imagem do Mundial, proporcionando à Fifa, ao COL e às outras partes envolvidas uma marca para a realização de campanhas promocionais e de contato com o público. Além disso, se tornaram um poderoso instrumento para impulsionar as vendas de produtos relativas aos eventos e para caracterizá-los.

A palavra “mascote” surgiu em meados de 1860, vindo do provençal, que significa “mágico”. Foi criada com o objetivo de criar um laço afetivo com algum evento.  A primeira mascote criada foi um esquiador de cabeça vermelha e roupa azul, nos Jogos Olímpicos de Inverno de Grenoble 1968 (França).




Leave A Response »