Carnaval de Belo Horizonte 2014

Cristiano Meireles 31 de janeiro de 2014 0


Belo Horizonte tem muito a oferecer na época mais festiva do ano. E não estamos falando das belas Ouro Preto, Diamantina e São João Del Rey. Estamos falando de Carnaval de qualidade na capital mineira mesmo. E por aqui a festa, que contagia muita gente há cinco anos, promete reunir muita gente, mais uma vez, em várias ruas da cidade.

logo_carnaval-bh

Uma das principais mudanças para o Carnaval de Belo Horizonte 2014 é o retorno dos desfiles das escolas de samba e blocos caricatos para a Avenida Afonso Pena. Pelo percurso, entre a Avenida Carandaí e a Rua da Bahia, estima-se que desfilem seis escolas de samba e nove blocos caricatos.

A Estação do Samba também terá sua estrutura ampliada e receberá sua programação em 12 palcos espalhados em vários pontos da cidade. As praças da Estação, da Savassi e da Pampulha vão contar com palcos estratégicos que vão servir de ponto de encontro para foliões curtirem diversos shows, de nomes locais e nacionais do samba. Ao todo, são esperados mais de 70 artistas do samba.

O melhor do Carnaval de Belo Horizonte, além da animação e de muita gente bonita, é que a festa toma conotação política. Sim! Tudo muito democrático e sem violência. Isso porque, a maior parte das marchinhas que tomam conta dos bares, botecos (a festa por aqui começa sempre na porta de um bom botequim) e avenidas são músicas de protesto ou fazem ironia com escândalos que envolvem algum político.

Para se ter uma ideia, no concurso de marchinhas de 2012, a música campeã foi “Na coxinha da Madrasta”, do músico Flávio Henrique Oliveira, que fazia referência ao escândalo envolvendo o Presidente da Câmara de Belo Horizonte, Léo Burguês, que gastou  R$62 mil de verba indenizatória em lanche. Segundo matéria publicada no Jornal O Tempo na época da denúncia, os salgados eram encomendados no bufê da madrasta do vereador. A música virou hit do Carnaval de Belo Horizonte daquele ano e, até hoje, é lembrada. Veja o Vídeo abaixo:

Para 2014, 200 blocos de rua prometem alegrar um público estimado em um milhão de foliões. A Prefeitura de Belo Horizonte também garantiu não decepcionar e afirma que irá aumentar a estrutura da festa com mais policiamento, banheiros químicos, lixeiras maiores, apoio efetivo da Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) e liberação de vendedores ambulantes, entre outras questões.

Tudo isso porque, no ano passado, o Carnaval de Belo Horizonte recebeu um número maior de foliões do que era esperado, causando prejuízos em muitas regiões. No bairro Santa Tereza, por exemplo, o rastro de sujeita e muito barulho foram deixados para os moradores locais que, para este ano, articulam limitar o número de pessoas na região.

Outro caso foi o do bloco BaianasOzadas, que desfilou no centro. O grupo previa receber até mil pessoas, mas contou com quase 20 mil integrantes, o que provocou alteração de última hora no trajeto do desfile.

Corte Momesca do Carnaval de Belo Horizonte

Getúlio Ramalho, de 31 anos, foi coroado o novo rei do Carnaval de BH. Renata Ribeiro, 34, é a rainha e Yaralis Teles, de 24 anos, a princesa. Além do título, os reis ganharam prêmio de R$ 5 mil e a princesa levou para casa R$3 mil.

Corte-momesca-do-carnaval-de-BH_foto_Kivian-Santos_belotur

O júri para a escolha da Corte Real Momesca foi composto por personalidades do meio cultural e da moda. As candidatas a rainha e princesa foram julgadas pela beleza, harmonia das linhas físicas e pelo domínio do samba. Já o rei momo foi avaliado pela qualidade do samba e pela alegria.

https://www.youtube.com/watch?v=3B2eDupSNR0




Leave A Response »